Produtores e expositores reconhecem a importância da Feira de Caprinos e Ovinos de Pinhões


Produtores, expositores e visitantes movimentaram no último fim de semana (28 a 30) a Feira de Caprinos e Ovinos do distrito de Pinhões, uma realização da Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP) e da Associação dos Produtores Rurais do Vale Rio Curaçá (Aprovric).

O saldo positivo para o município esse ano foi a regularização do torneio leiteiro nas feiras distritais, permitindo a valorização e incentivo aos produtores. “A décima feira de Pinhões veio fortalecer ainda mais o empreendedorismo local, como também a regularização do torneio leiteiro. O município ganhou uma credibilidade maior junto aos produtores, pois os mesmos sentiam a necessidade da regularização para fortalecer a cadeia através da criação dos animais que participam do torneio - um incentivo maior dado pelo governo municipal”, explicou o diretor de Pecuária da ADEAP, José Wilson Chaves (Chaveco).

 Participando pela primeira vez, o produtor de Campo Formoso, Elenário Guimarães, disse que “as feiras possibilitam a propagação da cadeia produtiva, além de oportunidades de bons negócios durante todo o ano”. Já o produtor Lucas Gonçalves, afirmou que o evento é uma oportunidade de realizar boas vendas. “Hoje trouxe animais da raça Anglo Nubiana e esse é um momento muito importante para os criadores, pois vivenciamos o crescimento de toda a cadeia”, externou.

Pinhões tem a economia voltada para a agricultura de subsistência e destaca a caprinovinocultura como o grande sustentáculo na zona rural de Juazeiro. “A feira é uma vitrine dos produtores rurais da cadeia, onde o produtor tem feito toda a tramitação de troca de animais e vendas. Temos apresentando tecnologias inovadas, práticas mais fáceis de manejo através de cursos e palestras que favorecem a cadeia”, observou Osvaldo Lopes, presidente da Associação dos Produtores Rurais do Vale Rio Curaçá (Aprovric).



 Além da exposição de animais e dos torneios leiteiros, o evento também contou com palestras, oficinas, apresentações culturais, shows e o espaço do empreendedor. O artesão Emerson Silva de Petrolina, que há 22 anos trabalha com cerâmica, expôs esculturas em formato de caprinos. “Como vivemos a forte cultura do bode nessa região, resolvi me dedicar a esculpir réplicas de variadas raças e tamanho. É gratificante poder expor e ser valorizado pelo meu trabalho”, afirmou. 

Já o representante da Associação Comunitária da região da Malhada da Areia, distrito de Pinhões, Raimundo Ferreira, falou da felicidade em expor pela primeira vez os produtos na feira.  “Nós realizamos diversos trabalhos na nossa comunidade como a produção de roupas, panos de pratos, bandejas, centros e bordados, além de doces e conservas. Pela primeira vez estamos apresentando esses produtos fora da nossa região e graças à feira de Pinhões estamos tendo uma visibilidade mais ampla”, declarou.

O evento contou com a parceria da ADAB, SEBRAE, UNIVASF, Governo da Bahia, IRPAA, COOAFJUR, Mineração Caraíba, Banco do Nordeste, Governo Federal, Policia Militar, Cesol, DNOCS, UNEB, STRJ e Rádio Juazeiro.

.

Lene Radina/ ASCOM ADEAP

Compartilhe

Posts Relacionados