Header Ads

Governo comunista de Juazeiro engana os trabalhadores que diziam representar


Os Servidores Municipais de Juazeiro paralisaram as suas atividades durante 48 horas, por não haver chegado a um acordo durante as negociações da Campanha Salarial, no que se refere a especificidades de algumas categorias. A paralisação começou na manhã de hoje (25) e teve concentração ao lado do Paço Municipal.

Participaram do movimento o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro – Sinserp, os Agentes de Segurança Escolar; As Fiscalizações: Os Agentes de Trânsito, Transporte, Fiscais de Postura, Obras e Vigilância Sanitária; Agentes Administrativos e; Mecânicos de Viatura Leve e Pesada.


O tesoureiro do Sinserp, Cícero José, frisou que a paralisação é apenas de advertência. “Estamos aqui no aguardo de uma resposta do governo sobre a campanha salarial, já estivemos algumas reuniões, mais ainda não chegamos a um acordo e o governo tem sido bastante intransigente com as categorias e não tem dado uma posição satisfatória”.

Ainda assim, José frisou que o sindicato vai buscar um entendimento com o governo. “São gratificações que estão sem reajustes há mais de 3 anos, a insalubridade para algumas categorias que o governo não vem cumprindo, auxilio alimentação que não foi reajustado, melhores condições de trabalho e uma tenção maior por parte do governo. Já estamos chegando ao meio do ano sem nenhuma resposta e o governo fica alegando que não atendeu as nossas solicitações devido a crise, mais recentemente o governo ajustou a tarifa de água, outras taxas que estiveram aumentos enormes, portanto, o trabalhador precisa participar destes ganhos, precisamos ter salários dignos e de responsabilidades”.

“Estamos aqui aguardando o governo trazer uma resposta plausível, é bonito o governo fazer projetos, atender a sociedade, mais é bonito também o governo atender os servidores que fazem esta máquina funcionar. Nós temos famílias e temos que ser valorizados em todos os sentidos”, acrescentou.

A reportagem tentou contato com a administração municipal e não conseguiu.

Vale sem Fronteiras
Tecnologia do Blogger.