Constesf se reúne com secretários municipais de agricultura para discutir implantação de unidades demonstrativas com forrageiras irrigadas, durante XI Expovale



Na tarde desta quinta-feira (11), o Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf) participou, junto com secretários municipais de agricultura, de um encontro promovido pela Câmara de Inclusão Produtiva do Colegiado do Território do Sertão do São Francisco, onde foi apresentada uma proposta para implantação de unidades demonstrativas com forrageiras irrigadas nos municípios da região.  O encontro aconteceu durante a XI Exposição de Caprinos e Ovinos do Vale do São Francisco (EXPOVALE) e contou com a participação de representantes dos 10 municípios do território, além de representantes da Univasf, Embrapa e Banco do Nordeste.

A proposta, apresentada por técnicos da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), do Governo do Estado da Bahia, busca instalar, em parceria com as prefeituras, unidades educativas de extensão rural, para demonstrar a pequenos produtores rurais a possibilidade de produzir alimento animal com tecnologia de irrigação usando racionalmente a água.

O projeto irá instruir o produtor a reproduzir a tecnologia em sua propriedade, foi o que explicou o técnico da CAR, Teófilo de Santana. “Reunimos vários parceiros e secretários municipais para levar informação e tecnologia à comunidade rural, capacitando os profissionais que lidam com agricultura familiar. Pretendemos levar várias forragens que componham a dieta alimentar do animal para que ele passe a ter ganho de peso no período de seca e que a atividade gere lucro, estabilidade econômica e ambiental para agriculta familiar”, disse.

De acordo com o agente de desenvolvimento do Banco do Nordeste, Jorge Murilo de Carvalho, ainda serão realizadas visitas a cada município. "Iremos realizar uma visita em cada município e conforme o município se interesse pela unidade, os produtores rurais vão acessar essa tecnologia e implantar em suas propriedades. O nosso grande interesse é divulgar nosso trabalho para que as forragens possam suprir a necessidade alimentar dos animais, que enfrentam um grande problema no nosso território”, destacou.

O diretor de projetos do Constesf, Frank Chaves, destacou a importância de se buscar alternativas para amenizar os prejuízos causados pela estiagem e ressaltou que o Consórcio está buscando, junto à Conab, a implantação de uma unidade de vendas de milho para o Território. “Temos que somar esforços para reduzir os prejuízos causados pela estiagem, direcionando à cadeia da caprinovinocultura do Território. Dessa forma, o Constesf, como membro do Colegiado e da Câmara, provocou esse momento junto aos municípios para levar essas unidades que servirão de exemplo para produtores. Assim como também encaminhamos à Companhia Nacional de Abastecimento uma solicitação para implantação de uma unidade de vendas de milho, sendo mais uma alternativa para amenizar os problemas dos produtores”, afirmou.

Compartilhe

Posts Relacionados