15 pessoas são presas por furto de água em Petrolina-Pe



Uma operação das Polícias Civil e Militar, denominada 'Força no Foco', foi deflagrada nesta quarta-feira (10) e prendeu 15 suspeitos por furto qualificado de água, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. A ação foi desencadeada após uma denúncia feita pela Companhia de Devolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), durante uma investigação feita pela Polícia Civil sobre homicídios na região.

De acordo com informações da Polícia Civil, a água era desviada do projeto de irrigação Pontal do Sul, da Codevasf, que abastecia agricultores de pequeno porte da região. A água era retirada e vendida em carros-pipa e tratadas para serem comercializadas como água mineral.

“Quando os policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais chegaram no local constaram o furto. Essa água era para ser destinada as famílias de subsistência, mas era utilizada por pessoas que furtavam tanto água, quanto a energia. Diante do pronunciamento da Agência Pernambucana de Águas e Clima, quanto a maior estiagem dos últimos 10 anos, trata-se de um crime grave”, disse o chefe de polícia civil de Pernambuco, Joselito Kherle.

Com a prisão dos suspeitos a polícia investiga agora como era feita a utilização da água furtada.

“Com o material que foi encontrado no local constatou que a água era utilizada para subsistência, mas há informação também sobre a comercialização. A partir dos depoimentos o delegado responsável se pronunciará sobre o fato. A priore estamos tratando como furto qualificado, com pena de 2 a 8 anos. Eles impediam que a água chegasse a quem deveria chegar”, destacou Kherle.

Os presos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Petrolina, localizada no 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM), junto com o material apreendido.

Operação: A 'Operação Força no Foco' foi deflagrada nesta quarta-feira (10) e segue até a sexta-feira (12). Participam da operação 50 policiais civis, peritos do Instituto de Criminalística (IC), 59 policiais militares, sete militares do Corpo de Bombeiros e 10 policiais da 'Operação Lei Seca'. A operação tem como objetivo realizar ouvidas e diligências para investigar crimes de homicídios registrados do dia 1º de janeiro a abril de 2017. 


(Via: G1 Petrolina)

Compartilhe

Posts Relacionados