Marvel revela que o Capitão America na verdade é do mal


Desde que o Capitão América revelou, na revista Captain America: Steve Rogers, ser um agente da Hydra — organização nazista contra a qual sempre lutou –, os fãs do “super-herói” esperam esclarecimentos da Marvel. Seria uma realidade paralela ou um disfarce do personagem? Agora, porém, a revista Secret Empire #0, publicada nesta semana nos Estados Unidos, acabou com todas as esperanças dos leitores: ela mostra que Steve Rogers sempre foi do mal. E pior: a identidade do herói Capitão América que era falsa.

Nas últimas edições de Captain America: Steve Rogers, o vilão Caveira Vermelha usou um artefato chamado Kobik para reescrever as memórias de Steve Rogers e transformá-lo em um soldado da Hydra. Não só o personagem se tornou malvado, como toda a história do mundo virou de cabeça para baixo: a Alemanha e os países fascistas ganharam a II Guerra Mundial, e o presente sofre com as efeitos desta vitória.

No entanto, a Secret Empire #0 explica que o Kobik havia sido usado primeiro pelos Aliados para mudar o resultado da guerra, que eles tinham perdido. Ou seja, originalmente, Alemanha e o resto do Eixo venciam o conflito contra Estados Unidos, Inglaterra, França e companhia. O Caveira Vermelha, então, só estaria restaurando a ordem original.

Como o Capitão América teria sido uma consequência da versão criada pelos Aliados, Steve Rogers, antes de mais nada, era um adepto do nazismo que sofreu uma lavagem cerebral e foi levado a lutar contra o Eixo. Portanto, tudo o que aconteceu no resto dos quadrinhos do Capitão América, desde o início, fazia parte de uma realidade alternativa.

Desde que o Capitão América revelou, na revista Captain America: Steve Rogers, ser um agente da Hydra — organização nazista contra a qual sempre lutou –, os fãs do “super-herói” esperam esclarecimentos da Marvel. Seria uma realidade paralela ou um disfarce do personagem? Agora, porém, a revista Secret Empire #0, publicada nesta semana nos Estados Unidos, acabou com todas as esperanças dos leitores: ela mostra que Steve Rogers sempre foi do mal. E pior: a identidade do herói Capitão América que era falsa.

Nas últimas edições de Captain America: Steve Rogers, o vilão Caveira Vermelha usou um artefato chamado Kobik para reescrever as memórias de Steve Rogers e transformá-lo em um soldado da Hydra. Não só o personagem se tornou malvado, como toda a história do mundo virou de cabeça para baixo: a Alemanha e os países fascistas ganharam a II Guerra Mundial, e o presente sofre com as efeitos desta vitória.


No entanto, a Secret Empire #0 explica que o Kobik havia sido usado primeiro pelos Aliados para mudar o resultado da guerra, que eles tinham perdido. Ou seja, originalmente, Alemanha e o resto do Eixo venciam o conflito contra Estados Unidos, Inglaterra, França e companhia. O Caveira Vermelha, então, só estaria restaurando a ordem original.


Como o Capitão América teria sido uma consequência da versão criada pelos Aliados, Steve Rogers, antes de mais nada, era um adepto do nazismo que sofreu uma lavagem cerebral e foi levado a lutar contra o Eixo. Portanto, tudo o que aconteceu no resto dos quadrinhos do Capitão América, desde o início, fazia parte de uma realidade alternativa.

Veja mais em http://veja.abril.com.br/entretenimento/capitao-america-e-mesmo-do-mal-entenda-a-sua-historia/

Compartilhe

Posts Relacionados